O nada te sufoca




Você brinca de não sentir nada, até realmente não sentir. Nem bom ou ruim, simplesmente nada. Fica aquele vazio, aquela rotina, aquela coisa incomoda. O nada te sufoca, faz você querer que sua mão soe, que cresçam aquelas tais borboletas no seu estômago... até mesmo que seu coração sangre daquele jeito horrível - aquele que foi o motivo de um dia você desejar não ter sentimentos.

Lembra? Lembra como você confiou e quebrou a cara depois? De como isso foi ruim? Lembra de como doeu tanto que parecia que não ia nunca passar? Acontece que passou, passou e não ficou nada, absolutamente nada. E você precisa sentir isso de novo, sentir alguma coisa, pode até ser essa dor, mas tu precisa sentir... para não enlouquecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário